“Antônio Fagundes me salvou”

0
42
Dona Chica e suas lembranças - A vida não foi fácil, mas ela guarda o que de bom esta trajetória lhe trouxe. Sempre com sorriso franco. Francisca leva consigo um álbum de fotografias que comprovam suas histórias.

Responsabilidade grande transcrever uma história com altos e baixos, de tristezas e alegrias, de desafios e superações. Uma mulher especial, que nunca teve preguiça de trabalhar, desde os 12 ou 13 anos de idade. Aprendeu a costurar em São Paulo, foi camareira e costureira em diversos projetos, na televisão, no teatro e até no cinema, lembrando-se de detalhes da vida dos artistas, nos bastidores. Ela conta que chamava Irene Ravache de mãe, que Antônio Fagundes tem um coração gigante e repleto de humildade. Foi ele quem lhe ajudou a deixar o vício da droga. Já sofreu uma tentativa de homicídio e acredite, carrega consigo a felicidade, o alto astral, o sorriso lindo e fácil, o amor pela família, principalmente pelos sobrinhos, e a gratidão, por todos aqueles que lhe ajudaram. Francisca Martins é a entrevistada do Gente desta edição. Conheça seus sonhos e como foram os anos difíceis que já viveu.

(…)

Leia mais na edição nº 10280, 30 de junho, 1° e 2 de julho de 2018.