Em Bebedouro, abstenção nas eleições 2018 é a mais alta desde 1989

Na cidade, o desinteresse pelo voto, nestas eleições, é superior ao do pais, com 26,3% de abstenções.

*Cartório Eleitoral de Bebedouro e arquivos da Gazeta de Bebedouro.

O nível de abstenção no 1º turno das eleições presidenciais deste ano, foi o mais alto desde 1998, de acordo com dados do TSE. Em 2018, 20,3% do eleitorado brasileiro não compareceu às urnas no 1º turno. No pleito de 1998, o percentual de faltosos era de 21,5%.

Em Bebedouro, a falta dos eleitores é superior à do Brasil. Dos 58.080 eleitores aptos a votar, 15.236 pessoas não compareceram, totalizando abstenção de 26,3%, segundo dados do Cartório Eleitoral de Bebedouro.

O desinteresse pelo voto vem crescendo desde 1989, quando 6,4% dos eleitores bebedourenses não votaram. Este índice passou para 10%, em 1994, subiu para 17%, em 1998 e saltou para 19,2% em 2002.

Para o 2º turno das eleições, que acontece no domingo (28), o Cartório Eleitoral de Bebedouro informa que está tudo pronto e que as distribuições das urnas serão feitas no sábado (27), a partir das 13h, com acompanhamento da Polícia Militar e Guarda Municipal, responsáveis pela segurança do sistema. Para atender os eleitores aptos a votar, nas 170 seções das 17 zonas eleitorais, todas as escolas foram adaptadas para atender os eleitores com deficiência.

(…)

Leia mais na edição nº 10329, de 30 e 31 de outubro e 1º de novembro de 2018.